quarta-feira, 2 de março de 2011

O que você quer? Deus ou o milagre?

Por Fernando Albano

Certa vez, Rubem Alves disse que as pessoas não querem Deus, mas apenas o milagre de Deus. Muitos buscam a Deus para receber um milagre, uma vitória, uma bênção. Na Bíblia vemos petições a Deus, contudo, também se diz: “Não terás outros deuses além de mim” (Ex 20.3). Ainda: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda sua alma e de todo o seu entendimento” (Mt 22.37). Pedir ou buscar bênçãos ou milagres da parte de Deus não é incorreto. Significa confiança no cuidado divino, mas quando se busca a Deus apenas em circunstâncias difíceis, ou se ora ou canta apenas na expectativa do milagre, por acaso não estamos tornando Deus apenas um meio para conseguirmos nossos objetivos? Assim, não estamos tornando em ídolos o sucesso econômico, a prosperidade, enfim, as coisas que pedimos insistentemente a Deus? Não estamos amando as coisas, bênçãos, ou até mesmo milagres mais do que o próprio Deus?

Nossa relação com Deus é geralmente de caráter utilitarista, ou seja, o servimos porque Ele tem sido útil. Isto não é novo na história, porque podemos observar que o povo de Israel, conforme relata o Antigo Testamento, frequentemente buscava a Deus apenas quando a situação era de crise: “Eles clamaram ao Senhor, dizendo: ́Pecamos, abandonando o Senhor e prestando culto aos baalins e aos postes sagrados. Agora, porém, liberta-nos das mãos dos nossos inimigos, e nós prestaremos culto a ti´ (1 Sm 12.10). No Novo Testamento a situação não é diferente, pois lemos: “Nisso Tiago e João, filhos de Zebedeu, aproximaram-se dele e disseram: “Mestre, queremos que nos faças o que vamos te pedir”. “O que vocês querem que eu lhes faça?, perguntou ele. Eles responderam: “Permite que, na tua glória, nos assentemos um à tua direita e o outro à tua esquerda”. Disse-lhes Jesus: “Vocês não sabem o que estão pedindo.” (Mc 10.35-38).

Diante disto, pergunto: “O que você quer? Deus ou o milagre?” E, você pode perguntar: “Não posso pretender as duas opções?” Respondemos: “sim! Você pode!” Mas qual o grau de importância que você atribui às coisas, vitórias ou milagres que você espera e pede? Deus é prioridade em sua vida? Você busca a face de Deus, ou apenas suas mãos? Deus para nós é um meio ou fim em si mesmo? Pense nisto!

Um comentário:

Coimbra Assembléia de Deus disse...

Meditação nescessária e na minha modesta opnião deve ser alvo de mais ensino,digo ensino no sentido de aprender a aprender dando liberdade para que o Espírito Santo nos conduza a um entendimento, no que diz respeito o que representa Deus em nossas vidas.
Coimbra

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...