segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Profundidade em poucas palavras #03

“A suficiência dos meus méritos está em saber que meus méritos não são suficientes.” (Agostinho)

“Deus, envia-me para qualquer lugar, desde que vás comigo. Coloca qualquer carga sobre mim, desde que me carregues, e desata todos os laços de meu coração, menos o laço que prende o meu coração ao teu.” (David Livingstone)

“Uma masmorra com Cristo é um trono, e um trono sem Cristo é um inferno.” (Lutero)

“O problema não consiste em persuadir Deus a que nos encha do Espírito, mas em desejar a Deus o suficiente para permitir-Lhe que o faça.” (A.W. Tozer)

“Há duas grande razões por que não amamos o avivamento. Um, estamos satisfeitos em viver sem ele. Dois, custa muito. Não queremos que Deus desfaça nossa rotina.” (Leonard Ravenhill)

“Ser cristão significa perdoar o imperdoável, porque Deus perdoou o imperdoável em você.” (C.S. Lewis)

“A Igreja é como esterco. Se você amontoa, exala um cheiro horrível por toda a vizinhança. Mas se você espalha, então ela fertiliza o mundo inteiro.” (Luis Palau)

2 comentários:

Willian Rochadel disse...

Fantásticas!
Mas a do esterco.... Incrível! A melhor!

Raquel disse...

"perdoar o imperdoável"
Perdoar é um ato da minha vontade, uma decisão de perdoar sempre. Consegui perdoar quando me dei conta que Deus sempre colocava as pessoas na minha frente para que eu também fosse perdoada. Para que seja verdadeira a oração “perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos...” É complicado, pois não estamos sempre dispostos a perdoar o imperdoável.
Raquel

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...